Nas últimas semanas, vimos a maior parte do mundo se fechar em razão dos acontecimentos atuais. Muitos estão trabalhando de casa e muitos interromperam completamente suas atividades. Promover sua empresa hoje é mais importante do que nunca.

Todos estão nas redes sociais, lendo notícias on-line, conectados e trabalhando o dia todo, fazendo videoconferências com os amigos e comprando via internet, pois esta é a nova normalidade durante o período em que ficamos em casa. Este é o momento para seu negócio se apropriar dos benefícios do mundo digital.

A importância dos sites

Embora quase 90% dos consumidores pesquisados considerem importante apoiar as pequenas e médias empresas (PMEs), esses mesmos consumidores usam bastante os canais digitais para escolher onde comer e comprar. Mais da metade (52%) dos pesquisados costuma fazer buscas on-line e/ou visitar o site das empresas que ainda não conhecem, antes de ir pessoalmente até o local. De fato, 80%1 dos consumidores apontam a facilidade de uso do site como um fator que os motiva muito a comprar de uma empresa.

Os consumidores estão comprando on-line cada vez mais. Segundo a pesquisa da Maru/Matchbox em 2018, atualmente, o consumidor faz 38% de suas compras no varejo on-line. Esse número tende a aumentar cada vez mais, uma vez que 61% dos pesquisados responderam que pretendiam comprar mais on-line nos próximos cinco anos.

Essas conclusões sinalizam uma oportunidade para as PMEs aumentarem sua presença on-line. Durante a pesquisa, 46% das PMEs responderam ter presença on-line, seja por meio do site da empresa ou de um marketplace virtual. As PMEs estimaram que 15% de suas vendas vêm desses canais; esse percentual sobe entre as empresas de médio porte (27%) contra 11% para as micro e 21% para as pequenas empresas2.

Veja aqui 4 passos para criar um site de sucesso:

#1 Criar e registrar um nome de domínio

  • Estabeleça seu negócio no mundo on-line adquirindo um endereço virtual, conhecido também como nome de domínio ou URL. Um nome de domínio deve ser fácil de falar, escrever e lembrar. Se a sua primeira opção de nome de domínio não estiver mais disponível, escolha outro diferente o bastante para evitar que seu negócio seja confundido com outros similares. Há muitos sites de registro de domínio que podem ajudá-lo a começar.
     

#2 Selecionar um host e uma plataforma 

  • O “host” ou provedor de hospedagem conecta seu site à internet como um todo e o configura em um servidor, além de oferecer serviços como gerenciamento de e-mail. Fique atento a pontos como confiabilidade (seu host não pode ficar indisponível) e flexibilidade (se é possível alterar o site de forma fácil e rápida).
  • A maioria dos provedores de hospedagem oferece diferentes planos de serviço para você poder escolher o mais adequado ao tamanho do seu site e à quantidade de tráfego que ele deve receber. Se estiver pensando em usar serviços de hospedagem grátis, saiba que eles costumam entregar publicidade, como banners e pop-ups, no seu site.
  • A escolha da “plataforma” certa é importante quando se está fazendo tudo sozinho, sem a ajuda de um profissional especializado. A plataforma é a ferramenta que vai ajudá-lo a desenhar e construir seu site, oferecendo modelos e dicas de como deve organizar e apresentar o conteúdo.
  • DICA DE PROFISSIONAL: há empresas de hospedagem que oferecem descontos se você registrar o nome de domínio e a hospedagem com os serviços delas. Se essa for sua opção, saiba que, se você mudar de empresa de hospedagem futuramente, precisará migrar o nome de domínio e poderá enfrentar dificuldades inesperadas.
     

#3 Construir o site

  • Quem visita seu site precisa entender instantaneamente o que a sua empresa oferece, navegar facilmente, encontrar os preços, saber como comprar e fazer perguntas. Seu site deve ter uma barra de navegação clara e campo de busca e um botão de call to action, como “compre agora”, “marque um horário/faça uma reserva” ou “fale conosco”. Lembre-se de adaptar as opções aos dias atuais, como compra on-line com retirada na loja, entrega em casa, retirada na calçada etc.
  • Coloque-se no lugar do seu cliente e pense no que mais ele gostaria de ver no seu site. Ao desenvolver o conteúdo, faça um texto atraente e fácil de ser identificado pelo SEO (Search Engine Optimization), uma ferramenta de otimização de buscas.
  • Sites comerciais costumam incluir as seguintes páginas: página inicial, produtos/serviços e compra on-line, sobre nós e informações de contato. Considere ainda a possibilidade de fazer promoções cruzadas com suas redes sociais ou sites de avaliação, e a inclusão das políticas da empresa, como os termos e condições do site, se tiver.
  • Seu site deve ser responsivo à navegação por celulares e tablets.
  • DICA DE PROFISSIONAL: seu site tem uma área de blog? Pode ser que os seus clientes não conheçam seu campo com a mesma profundidade que você. Ao compartilhar seu conhecimento, você pode atrair pessoas que estão em busca de informações, fortalecer sua marca e se posicionar como especialista na área. Especialmente em tempos como os atuais, não deixe de mencionar produtos em desenvolvimento ou um novo serviço que pretende lançar para que as pessoas saibam que você terá novidades!
     

#4 Aceitar pagamentos on-line

É fundamental que você consiga vender seus produtos ou serviços on-line para aumentar suas vendas. A Cybersource integra muitas plataformas de eCommerce com facilidade, e oferece diferentes opções de pagamento aos seus clientes, como cartão de crédito, Visa Checkout, ApplePay, boleto e outros. Saiba mais sobre nossos parceiros  e aceitação de pagamento.

 

Pesquisados pela Visa Digital Transformation Research Digital Transformation of SMBs: The Future of Commerce
2 (Critérios de faturamento anual por porte do negócio: micro <US$500.000, pequena US$500.000-US$5.000.000, média US$5.000.000-US$10.000.000.)