Nestas últimas semanas, as nossas vidas mudaram radicalmente. Essas mudanças afetaram a nossa saúde, a nossa economia e os nossos negócios, e já não é possível continuar "a vida como ela era". Impulsionados pela necessidade, estamos mudando a forma que interagimos com a nossa família e amigos, trabalhamos, compramos, aprendemos e nos divertimos, inclusive muitos de nós “mudamos” o nosso lugar de trabalho.

A transformação mais acelerada foi a forma de fazer negócios utilizando ferramentas digitais, principalmente em canais ou redes sociais, por meio das quais qualquer pessoa ou negócio pode acessar um grupo de consumidores de diferentes idades, lugares de origem, gêneros e comportamentos. Esta transformação faz com que a adaptação a essas novas tecnologias seja necessária.

Estudos revelam que, hoje em dia, mais de 87%1 dos consumidores tomam decisões de compra com base em pesquisas que eles mesmos fizeram sobre os produtos e serviços nas redes sociais. Estas redes devem funcionar como ferramentas para chegar às pessoas de maneira eficaz, tanto em termos de custo, como de tempo, além de fornecerem muita informação sobre os consumidores. É muito importante estar bem familiarizado com as diferentes funções que oferecem e com as características de cada uma:

  • Facebook é uma rede que permite que as empresas criem perfis de negócio ou brand pages2 através dos quais podem publicar as informações da sua loja, horário de atendimento e produtos que oferece, além de contar com a função de publicar conteúdo como fotografias e vídeos do que querem promover. Disponibiliza muitas opções de publicidade.
  • Twitter é uma rede que podemos considerar como um canal de apoio ou ajuda ao consumidor3 por meio de mensagens curtas, sejam elas públicas ou privadas, que respondem alguma dúvida, comentário ou reclamação de um usuário. Muitas marcas utilizam esta rede para dar suporte técnico e serviço ao cliente de maneira mais rápida e eficaz.
  • YouTube permite criar e publicar vídeos e conteúdo de longa duração4 como demos de produtos, conselhos e tutoriais com os quais os consumidores podem consumir conteúdo e também interagir com a marca na seção de comentários. É importante que quando você for produzir um conteúdo para o YouTube, leve em consideração variáveis como a câmera que vai utilizar, a iluminação e o áudio. O seu produto ou serviço apresentado em formato de boa qualidade fará com que a sua marca tenha uma melhor apresentação.
  • Instagram é uma plataforma predominantemente visual5, o que faz com que a sua estratégia de comunicação deva ser através de fotografias e vídeos da melhor qualidade possível, reproduzindo o estilo de vida dos consumidores ou clientes, atuais ou potenciais. Além disso, a função Instagram Stories permite subir histórias que estarão disponíveis durante 24 horas; o formato vertical garante a visualização em tela cheia no telefone de quem está vendo o conteúdo.
  • LinkedIn, com um enfoque na comunidade profissional e de negócios6, oferece diferentes ferramentas para chegar a um ou vários grupos de clientes atuais ou potenciais. Você pode usar a função de mensagem privada, conteúdo patrocinado e pesquisa avançada de usuários utilizando filtros de pesquisa como função de desempenham, indústria, conexões e muitas outras variáveis profissionais.

Para vender e promover a sua marca nessas plataformas, o seu negócio deve se preparar e utilizar as ferramentas necessárias para se destacar. É muito importante a apresentação visual do seu negócio e dos produtos que você oferece. Agora vem a pergunta mais importante: como faço para vender?

Aqui vão algumas dicas:

  • Crie perfis nas redes sociais que se adaptem melhor ao seu negócio, focando principalmente nos seus clientes.
  • Crie um conteúdo adequado para apresentar da melhor maneira o seu negócio, produto ou serviço. Hoje em dia, fazer uma boa foto ou vídeo é mais fácil do que nunca, com o seu próprio telefone você pode criar coisas que antes não imaginava, como retocar fotos e criar vídeos curtos – tudo de maneira simples, tomando cuidando com detalhes como a iluminação e o som.
  • Publique com frequência e seja criativo. Cada negócio tem uma identidade e os seus clientes sabem disso. Gere conteúdo que tenha valor para eles. Pense como os seus produtos podem facilitar a vida deles, podem gerar momentos de alegria ou simplesmente são o que precisam naquele exato momento. Tenha sempre à mão as datas importantes e os acontecimentos atuais, mas seja sensível na hora de se comunicar com o seu público e fale de temas relevantes para o seu negócio e seus clientes – lembre-se de que tudo o que você publicar poderá ser visto pelo mundo todo.
  • Crie ofertas exclusivas para os clientes em canais digitais, como sorteios e concursos que aumentem a sua visibilidade. Lembre-se de que a sua marca já é metade do negócio: se você for visto, você será levando em consideração e se for levando em consideração, as pessoas comprarão o seu produto ou serviço.
  • Ofereça entregas e serviços a domicilio ou com a opção de retirar na loja para facilitar a compra, especialmente durante esse momento que estamos vivendo. O mais importante é reduzir ao máximo a fricção ou a complexidade – muitas vezes isso pode ser ainda mais importante do que o custo.
  • Mantenha os canais de comunicação sempre abertos e monitorados. No caso das redes sociais, estes são as mensagens diretas e os comentários nas suas publicações. Uma mensagem respondida com rapidez pode significar uma nova venda ou, por outro lado, um comentário ignorado em uma publicação pode incomodar um cliente e assim você poderia perder uma venda ou um cliente antigo que deixará de voltar a comprar. Todas as plataformas têm sistemas e métodos muito eficazes para monitorar constantemente os canais de comunicação de duas vias.
  • Seja acessível e lembre-se de que os seus clientes e potenciais consumidores da sua marca esperam facilidade, praticidade e que as compras sejam descomplicadas, juntamente com um tratamento mais personalizado, dedicado e ágil.

Se os consumidores mudaram e modificaram também a sua forma de comprar, os negócios que se adaptarem mais rápido são os que tem mais chances de crescer e serem bem-sucedidos. Bem-vindos à era do social commerce.

 

1 Alaimo, Dan “Retail Dive Brief” (https://www.retaildive.com/news/87-of-shoppers-now-begin-product-searches-online/530139/) August 15, 2018 
2 De acordo com a página do Facebook Brand Pages https://www.facebook.com/business/pages
3 Com informação de Twitter for Business https://business.twitter.com/en/blog/4-tips-for-providing-effective-customer-support-on-Twitter.html
4 Informações extraídas do canal “Ajuda” do YouTube https://support.google.com/youtube/answer/9348366
5 De acordo com o guía do Instagram Business https://business.instagram.com/getting-started?ref=fbb_igb&fbclid=IwAR383LD1GXDlfX02NUIjerFhH4WxCQC02C-CRD8CnIRvWtQzTqdj3O0D8XQ
6 Informações de LinkedIn Marketing Solutions https://business.linkedin.com/marketing-solutions/linkedin-pages/best-practices